Há muito tempo que eu te amo

imagem22

Todo começo de temporada é assim: meio devagar, quase parando. Nem dá muita vontade de assistir filmes. Mas é uma boa época também para ver aqueles títulos que foram ignorados pela Academia. Ontem, conferi Há muito tempo que eu te amo, filme francês, do diretor Phillipe Claudel, que tinha como maior aposta a indicação de Kristin Scott Thomas como melhor atriz. Não vingou! Levou indicação no Globo de Ouro e no BAFTA, mas não venceu em nenhum dos dois. Ganhou sim, mas na categoria de melhor filme em língua não-inglesa no mesmo BAFTA e no Critics’ Choice Awards como melhor filme estrangeiro.

E assim: o filme é puro drama. Vale a pena assistir? Acredito que sim, mas um aviso: a direção é lenta, a trama não evolui e o sono logo bate. A história conta a adaptação de uma mulher à sociedade depois de passar 15 anos na cadeia por assassinato. Mas não é uma mulher qualquer. Uma médica, que matou seu piiiiiiiiiiii… (não vou contar pra não estragar a surpresa).

Em liberdade, ela conta com a ajuda da irmã mais nova que oferece teto e condições para um recomeço. Aí, é que o filme ganha força: Kristin Scott Thomas é excelente na instrospecção de sua personagem, parece viver em outro planeta, em seu universo isolado, não fazendo a mínima para agradar quem quer que fosse, inclusive as pentelhas de suas sobrinhas.

Fora a forte atuação de Thomas não acho que tenha outros pontos positivos no filme. O fim é chato, a atuação do resto do elenco deixa a desejar e o roteiro – também escrito por Phillipe Claudel – é bem construído, mas na minha opinião, é prejudicado pela direção.

Outros filmes rejeitados pelo Oscar que ainda quero ver são: Gomorra e Foi Apenas um Sonho.

7 respostas para Há muito tempo que eu te amo

  1. André disse:

    Foi apenas um sonho é o máximo (pela Kate Winslet… ninguém me convence de que o Leonardo diCaprio é um bom ator).
    E eu ouvi Jai-Ho com o Pussycat Dolls! Super cool!

  2. Vinícius P. disse:

    Puxa, esperava mais desse filme, mas pelo menos a atuação da Kristin Scott Thomas parece não decepcionar. Quanto aos outros, recomendo “Gomorra”, que para mim merecia ser lembrado – já “Foi Apenas um Sonho” merecia apenas uma indicação para Winslet.

  3. Eu juro que onde escreveu “piiiiiiiiii” eu li que ela matou o seu pipi.

  4. cinebuteco disse:

    Vinícius,
    Eu também esperava mais. Tanto é que aguardava a vez dele com ansiedade. A mim ficou a desejar.

  5. Pedro Canto disse:

    EU ia até comentar… mas li o comentário sobre algum filme e na mesma sentença o PUssycat Dolls… então, aqui, prefiro me abster…

  6. cinebuteco disse:

    Sinta-se a vontade! Se for reler, verá que apenas estou citando que PussyCatDolls foi o grupo americano que adaptou a canção que levou o Oscar. Just it! Sem mencionar críticas ou elogios a tal grupo.
    Bem, eu poderia me ABSTER do comentário, mas achei cabível.

  7. […] Há muito tempo que eu te amo é um drama de primeira, com atuações que valem mais que o próprio roteiro. Destaque para as atrizes Kristin Scott Thomas e Elsa Zylberstein que seguram a trama que apesar de boa, é leeenta, típica de filme francês. […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: