Simplesmente feliz

hgl-sally-driving

É possível alguém ser o tempo todo feliz? Existe aquela balela que nos contam desde criança que é preciso ver sempre o lado bom das coisas, mas na prática, a gente sabe que isso é impraticável. A intenção é mesmo ser feliz, todo mundo busca a tal felicidade, mas o “feliz pra sempre” não cola.

Sally Hawkins é Poppy, uma professora do primário que vive com uma amiga e se declara apaixonada pela vida e, é claro, muito feliz. Ser desprezada por um paquera, ter a bicicleta roubada para ela não é problema. O sorrisão continua ali na cara. 

Sem seu meio de transporte, ela decide tirar a carteira de motorista. Seu instrutor é Scott, um sujeito pra lá de mau-humorado. E como uma espécie de missão, Poppy tenta com sua alegria de viver estupidamente irritante mudar o jeito carrancudo de Scott. Para ver se a alegria de Poppy vence o mau-humor de Scott, sugiro que também assista Simplesmente feliz😉

O maior mérito do diretor Mike Leigh é fazer com que o telespectador enxergue a vida do ponto de vista de Poppy e perceba o quanto o dia-a-dia pode ser melhor se não nos chatearmos com coisas banais. Poppy talvez seja uma caricatura de pessoas que não se deixa abater frente às dificuldades, mas ao assistir o filme você pode refletir se de fato não é ela que está realmente certa. Afinal, de estresse ela não vai morrer.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: