Polêmica em Anticristo

Lars_von_Trier_188570c

Não tenho acompanhado o Festival de Cannes como gostaria, mas desde ontem blogs e sites especializados em cinema só falam na repercussão causada pelo novo filme de Lars von Trier, o Anticristo. A crítica ficou dividida entre aplausos e vaias. Enquanto alguns acharam o filme ousado, outros [a maioria] abominaram as cenas de autosadismo e terror que varia entre o macabro e o trash.

O mais legal da história foi a reação de Lars. Simplesmente ignorou tudo que falam de mal sobre seu filme ao afirmar sem nenhuma modéstia. “Não tenho que me justificar. Eu faço filmes e isto é fruto da vontade de Deus. Além disso, sou o melhor diretor de cinema do mundo”.

Não acredito que Anticristo venha a se tornar um blockbuster, mas só o fato de desprezar a opinião da crítica revela que o diretor não está preocupado em fazer filmes que agradam o mercado. Esta atitude corajosa para os padrões atuais seduz os telespectadores e justamente por isso, deverá atrair um público curioso para seu novo trabalho.

Ao propor a arte pela arte, o diretor quebra a noção que temos hoje de sucesso, muitas vezes medida pela quantidade de cifras geradas. Lars disse que Anticristo foi um trabalho terapêutico para  se recuperar de uma depressão que sofreu há dois anos. Isto é, não tem a pretensão de agradar ninguém, se não o próprio diretor. É mais ou menos aquela idéia bem egocentrista da qual utiliza o seguinte argumento: Se agradou a mim que foi eu que fiz, ok. Não agradou você? Sem problemas. Está cheio de filmes que atendam suas expectativas de final feliz. Concordo com ele!

8 respostas para Polêmica em Anticristo

  1. Vinícius P. disse:

    Modéstia a parte (hahaha), ainda considero o Lars Von Trier um dos melhores diretores da atualidade, só que foi meio absurdo isso que ele falou…

  2. Humberto disse:

    Eu me diverti com as declarações do Lars. E eu quero ver o filme.

    Agora, o que eu quero mesmo é que Mr. Von Trier aproveite que sua depressão passou e trate logo de filmar o longa final da trilogia Dogville. Eu espero por isso mais do que eu espero o novo álbum da Amy (não sei qual dos dois é mais difícil de sair, poor me!).

    Abs.

  3. cinebuteco disse:

    ahahahah, não seria melhor desistir Humberto? Causas impossíveis, rs

  4. André disse:

    Odeio o Lars Von Trier e tudo o que ele representa!

  5. R. Paschoal disse:

    Vou esperar o filme sair ( oi, torrent ) para falar algo que não soe superficial demais. A postura do diretor, entretanto, é bacana / pretensiosa. Aguardemos mais capitulos desse enredo…

  6. Humberto disse:

    Hehehe, desistir é mais fácil mesmo nesses dois casos. Ai, esses artistas temperamentais, rs. Abs.

  7. martim disse:

    O filme é esplêndido!! ou melhor…é muito foda!

  8. nan disse:

    meuuuuuuuuuuuu como um cara pode faze um lixo desse e fala q e o melhor nooooooooooooooooooossa prefiro ficar em silencio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: