Julie & Julia traz Meryl Streep

julho 31, 2009

Julie & Julia
Com estreia marcada para a próxima semana nos Estados Unidos e previsão para 16 de outubro no Brasil, Julie & Julia tem todos os ingredientes de um grande sucesso, em grande parte porque conta com a presença da “atriz-imã-de-bilheteria” Meryl Streep e elenco bacana com Amy Adams, Stanley Tucci e Chris Messina, entre outros. A direção também chama atenção: Nora Ephron é bastante popular por seus best-sellers, principalmente nos EUA.

O filme é baseado em fatos reais e narra a história da texana Julie Powell, uma mulher que vive em Nova Iorque e assume o desafio de cozinhar todas as 524 receitas de um livro de Julia Child, uma famosa apresentadora de TV da década de 1960 que segundo pesquisa do blog Seja Bem Vinho relata a seguinte curiosidade:

Sem saber fritar um ovo, Julia Child casou-se e, residindo temporariamente em Paris por conta do trabalho de Paul, seu marido-gourmet (naquela época era “esposo”, não?), decidiu enfrentar a cozinha e matriculou-se na centenária Le Cordon Bleu. Estava dada a partida para o seu estrelato na frente das câmeras e atrás do fogão: Julia comandou o The french chef , um tremendo sucesso da telinha. O segredo? Ela dá a primeira resposta: “A cozinha francesa é simplesmente um maravilhoso jeito de tratar a comida”.

Julie, que é escritora, resolve então criar um blog, chamado projeto “Julie & Julia”, relatando com bastante humor e descontração as experiências culinárias que fez por meio do livro de Julia Child. Resultado? Sucesso total, tanto que virou até filme com Meryl Streep.

Filme que vai falar de comida com atores e atrizes de primeira? Não tem como dar errado. E há boas perspectivas que Julie & Julia encabece algumas categorias do Oscar. Motivos não faltam.

O site oficial com o trailer está aqui. Tem também o premiere com Meryl Streep, aqui.

Com contribuição de Miuda.


E os irmãos Coen estão de volta

julho 30, 2009

Onde os Fracos Não Têm Vez foi o primeiro filme que assisti deles e desde então me tornei fã. Me indicaram o aclamado Fargo, mas não consegui ver. Fui vencido pelo sono! Quero ainda poder assistir novamente. Em seguida, veio o Grande Lebowski e por fim, o melhor de todos: Queime Depois de Ler.

Os Irmãos Coen não são o que são por acaso. O modo de dirigir os filmes que eles mesmos escrevem parece ter uma marca própria, uma assinatura que mescla elementos de humor negro, suspense e comédia de um modo único, de forma que não há como não reconhecer um filme dos dois, mesmo sendo sobre enredos totalmente diferentes.

Agora, eles estão com um novo filme: A Serious Man, uma comédia que relata os problemas de um professor americano de origem judaica na década de 60 e que procura três rabinos para que o ajudem. Pelo trailer, dá pra perceber que vem coisa boa. Tem estreia oficial no aguardado Festival de Toronto, que acontece entre os dias 10 e 19 de setembro.


Sociedade Brasileira de Blogs Cinéfilos

julho 29, 2009

blogdeouro

Só para constar aqui que o Cinebuteco agora faz parte da Sociedade Brasileira de Blogs Cinéfilos. Dá uma clicada aí no link porque tem muitos blogs bacanas e do Brasil inteiro falando sobre cinema. A iniciativa é comandada por Vinícius Pereira, do Blog do Vinicius; Kamila Azevedo, do Cinéfila por Natureza e Otavio Almeida, do Hollywoodiano.

O espaço está sendo reformulado, mas em breve estará com muitas novidades. Tem também o twitter que avisa toda vez que um post de algum membro é publicado @sociedadebbc. Segue lá!


Terminei Lost

julho 29, 2009

lost_download
Depois de um mês inteiro assistindo pelo menos um capítulo por dia, consegui me atualizar na série Lost (\o/). Assim, como em todo fim de temporada, estou bastante confuso – e olha que estamos indo para o último ano da série – e muita coisa ainda precisa ser solucionada, o que só faz aumentar a expectativa para o início da 6ª temporada, marcada para 2010.

Muita gente adora (eu! eu! eu!), muita gente odeia e outros desconhecem Lost, mas ninguém pode negar o mérito dos roteiristas da série, principalmente nas viagens malucas pelo tempo. É simplesmente instigante, mesmo em cinco anos de série. E chega de falar porque senão vou começar a entregar as surpresasde quem ainda não assistiu.

Agora que venha Trueblood, que eu acabei de baixar. Será que é tão bom, quanto?


A ansiedade por Avatar

julho 28, 2009

avatarMeio rostos das versões macho e fêmea dos humanóides, habitantes do planeta Pandora

Depois de Comic Con é inevitável não crescer as expectativas em torno de Avatar, o novo filme de James Cameron [Titanic]. O mistério que envolve o trailer e os habitantes de Pandora aos poucos vai sendo revelado, principalmente depois da primeira imagem divulgada, aqui. Mas só isso é pouco, muito pouco e especulação é o que não vai faltar para os próximos dias, pelo menos até o dia 21 de agosto, data em que será divulgado oficialmente o primeiro vídeo oficial de Avatar. Até agora ninguém assistiu nada sobre o filme e o que existe até o momento na internet é tudo fake.


Viagem ao tempo no cinema Gemini

julho 27, 2009

gemini
Quem nunca foi ao Cine Gemini, em São Paulo, pode estranhar o corredor que dá acesso as salas de projeção. É que o local é ambientado na década de 1970 e fica impossível não associar ao corredor de Overlook Hotel, do filme O Iluminado.

Os carpetes são um charme à parte. São dois tipos: o primeiro nas cores vermelho-laranja e o segundo azul-verde proporcionam um jogo de imagens psicodélicas. O banheiro, de azulejos vermelhos, dá um tom meio sombrio e, ao mesmo tempo, vintage.

As luzes são distribuídas em forma de estrela e os acentos de espera são de couro vermelho. Tudo parece muito antigo e bem cuidado. Quase não dá ninguém. As poucas pessoas da sessão que fui eram mais velhas e estavam sozinhas.

O ponto fraco do Cine Gemini são as poltronas. Antigas e desconfortáveis, não possuem aquele dispositivo de colocar copos de refrigerante. Em contrapartida, é muito gentil ao dar em forma de cortesia, paçoquinhas quando se paga o ingresso. Vale lembrar que por mais R$ 4,00 você ganha um novo ingresso para assistir outro filme no prazo de um mês.

Em tempos de cinemas de shoppings centers ultra-modernos com sons e tecnologias de ponta, vale a pena redescobrir lugares como o Cine Gemini que fica no coração da Av. Paulista e viver a experiência de assistir um filme num domingo friorento, chuvoso, numa sala quase vazia, antiga, mas muito charmosa.


Porque vale a pena assistir Inimigo Público nº 1

julho 27, 2009

Ontem, fui assistir Inimigo Público nº 1, filme francês de 2008. Mais uma vez, não era a minha primeira opção, mas como só tinha ele no horário… E não me arrependi! É certamente um dos melhores policiais que vi na vida. Vale ressaltar a atuação de Vicent Cassel, no papel de Jacques Mesrine, um gângster da vida real que sobreviveu ao mundo do crime de Paris durante a década de 1960.

Apesar de abusar de clichês sobre o tema, o diretor Jean-François Richet consegue prender o espectador com uma boa história, recheada com cenas de violência explícita. Mais que isso, só indo assistir o filme, mas um aviso: não ache que você vai sair do cinema, sabendo o que acontece com nosso anti-heroi. Fica subentendido que haverá continuação da história.