A psicodelia de volta aos cinemas

outubro 30, 2009

Marca da geração de jovens da década de 1960, a psicodelia parece voltar a visitar as mentes criativas de Hollywood. Quem conhece Beatles, sabe que esta foi uma corrente muito viva no grupo que até hoje é referência de boa música. A psicodelia sugere, em resumo, uma nova realidade que mistura elementos fantasiosos com características reais. E para ilustrar o que estou tentando explicar, veja o trailer de O Imaginário do Dr. Parnassus:

Agora, veja o que todos aguardam em 2010: Alice No País das Maravilhas:

Percebe nos dois exemplos a fuga da realidade, sem contudo abandoná-la completamente? Outra característica marcante é o uso de cores vibrantes que contrastam umas com as outras. Isto fica evidente no poster de Taking Woodstock.

taking_woodstock

Os três filmes ainda não tiveram estreia nacional, portanto, se você também gosta de uma interpretação menos concreta e mais abstrata da realidade, não deixe de assistí-los.


Novo trailer de AVATAR na internet

outubro 30, 2009

Depois de um pouco frustrado com o primeiro trailer, Avatar volta a me deixar ansioso com deste segundo vídeo. Nele, a gente consegue ver muito mais coisas e os cenários são deslumbrantes. Resta esperar o que James Cameron está aprontando para a gente. Faltam 49 dias, há contar por hoje, a data de estreia.


2010: o ano da África do Sul

outubro 28, 2009

Não estranhe se 2010 vier com um bombardeio de informações, imagens e ritmos da África do Sul. Depois de Distrito 9, filme de interpretações mil sobre as novas formas de apartheid (veja a ÓTIMA crítica de Isabela Boscov, aqui). A super produção é assinada por ninguém mais que Peter Jackson [O Senhor dos Anéis] e tem boas chances de brigar por estatuetas (efeitos especiais, ator).

Ontem, saiu o primeiro trailer de Invictus, filme de Clint Eastwood sobre Rolihlahla (o encrenqueiro), ou se preferirem Nelson Mandela e seu primeiro mandato como presidente, após o período de Apartheid, quando fez campanha para sediar o Mundial de Rugby 1995, em mais uma oportunidade para unir a seus conterrâneos.

Todo mundo adorou o trailer e a expectativa para o Oscar é grande, ainda mais com Matt Damon, Morgan Freeman e principalmente por Clint Eastwood. Como a academia gosta de corrigir erros do passado, é provável, muuuito provável que o nosso dinossauro do cinema seja lembrado, no mínimo, como uma indicação. Erros? Sim, erros, ou você já se esqueceu que ele sequer foi lembrado pelo ótimo Gran Torino, temporada passada?

Não é de se estranhar tanta atenção à Africa do Sul. Ano que vem é ela quem sedia a Copa do Mundo, o maior evento esportivo do planeta.

E antes que você comece a associar os eventos esportivos com o Rio de Janeiro, sim, em breve, seremos nós a bola da vez. A cidade deverá ter o filme Rio, I Love You, projeto iniciado com Paris e logo depois Nova Iorque copiou e que se estenderá além da cidade maravilhosa, para Xangai, Berlim e Jerusalém. No trailer catastrófico de 2012, lá estamos nós também, com a estátua de Cristo Redentor sendo partida ao meio e quem sabe não teremos também um filme de Woody Allen por aqui. Já pensou? Esforços não estão sendo medidos para isso.


Clipes de ‘This Is It’, um dia antes da estreia

outubro 27, 2009

Imagem4

O Yahoo Movies acaba de liberar o clipe de Smooth Criminal, de ‘This Is It’, documentário que estreia nesta quarta-feira em cinemas do mundo todo… São apenas 52 segundos, mas vale a pena assistir os vídeos para se ter uma ideia do que vamos conferir.


Paródia com a Pixar

outubro 26, 2009

Muito bom! Vale a pena conferir a punição do abajurzinho folgado.


Deixa Ela Entrar

outubro 26, 2009

Imagem3

O que faz um filme sueco, da temporada passada virar febre entre os cinéfilos blogueiros? A resposta é simples: Deixa Ela Entrar é simplesmente bom. E o que isso quer dizer? Quer dizer que Deixe Ela Entrar é bem dirigido, fotografia criativa ao privilegiar a claridade e o branco num filme que fala sobre vampiros, onde subentende-se que o tom deva ser mais sombrio e as atuações muito interessantes, principalmente das duas crianças que compõem a trama principal.

O diretor Tomas Alfredson resgata mais uma vez a ideia do menino sozinho, que vive paralelo ao seu meio, com os amigos zombando com agressões moral e física. Oskar parece não se importar com nada, não acha graça nenhuma da vida, afinal nada de interessante lhe acontece. Até que em uma noite, em frente à sua casa, conhece Eli, a menina que vai transformar sua vida.

Eli é estranha. Tem profundas olheiras, anda na neve densa sem muita proteção contra o frio. Não quer papo com Oskar. Mas, a solidão parece ser o ponto comum. Não demora muito e logo uma afinidade surge entre os dois. Juntos, ambos se protegerão contra um mundo que parece hostil aos dois.

Deixa Ela Entrar não precisou exibir sequer um dente canino avantajado para ser um dos melhores filmes sobre vampiros dessa nova onda que atualmente assola a produção audiovisual. Outra detalhe que chamou a atenção é as imagens que aparecem algumas vezes no filme do close na porta fechada, se abrindo, parece subliminar ao título do filme.

Deixa Ela Entrar é mais uma grata surpresa nórdica deste ano (a outra é Anticristo) que simplesmente desconsiderei há um ano, quando vi seu cartaz na Mostra SP de Cinema de 2008, mas que agora devido a esse modismo todo em torno dos vampiros, ganhou força e fãs entre os cinéfilos. Eu sou um deles.

Nota: 9,0/10.


9 – A Salvação

outubro 24, 2009

Imagem1

Toda vez que você ouvir dizer ou ler sobre um filme que tenha participação de Tim Burton, fique esperto! O cara sabe fazer fábulas virarem belíssimos filmes. Alguém se lembra de Eduard Mãos de Tesouras? Não dá para esquecer este clássico da Sessão Tarde, não é mesmo? Foi ele quem dirigiu e escreveu o roteiro do filme. Sabe o já aguardado Alice No País das Maravilhas? É ele que está na direção.

Já em 9 – A Salvação, Tim Burton é o produtor. Não demora muito para perceber logo nos primeiros minutos o cuidado com os detalhes, o acabamento dos cenários e a mixagem do som. Tudo isso está tão bem colocado que o telespectador  embarca na estória dos simpáticos bonecos e a saga contra os malvados robôs que dominam a Terra, já sem humanos.

Alguns valores bacanas são passados no filme e a estória é cheia de bons momentos, no entanto, o roteiro fica devendo. Não chega a comprometer, mas acredito que exceto em Direção de Arte, onde o filme tem boas chances, dificilmente será premiado em outras categorias. Efeitos especiais? Neste quesito, sou mais Distrito 9

O filme demorou quatro anos entre o roteiro estar pronto até a estreia, que não poderia ter sido outra nos EUA, senão 09/09/09. Para quem gosta de arte em forma de animação é uma ótima pedida, crianças também acho que aprovam o filme, mas não vá ao cinema com muitas expectativas, você pode se decepcionar assim como este que vos escreve. 9 – A Salvação é um filme leve, para se divertir. Nada mais.

Nota: 7,5/10.

Leia Também:

Eu quero! Bonecos de 9