Tudo Pode Dar Certo

Antes de qualquer crítica ao novo filme de Woody Allen, nós apreciadores da tal sétima arte, devemos admitir: o cara manda muito bem nos roteiros, até mesmos nos menos inspirados, como pode se observar em Tudo Pode Dar Certo.

Se o telespectador encarar o filme com a proposta que ele se apresenta, isto é, divertir, então os elogios são super justificáveis. O elenco também é outro ponto alto do projeto, que conta com Larry David como um cara tão chato, mas tão chato que acaba ficando legal. Evan Rachel Wood, como se não bastasse a beleza, também está bem entregue ao papel de menina que foge do interior em busca de uma vida mais legal na cidade grande.

Woody Allen volta suas filmagens em Nova Iorque, desde Igual a Tudo na Vida (2003). Neste novo filme na cidade americana, o diretor mostra as incongruências de um amor vivido por um senhor rabugento e uma menina caipira que acaba de chegar em Nova Iorque, fugida das maluquices conservadoras de seus pais. O mais legal é que a admiração não parte do cara velho pela garota gostosa e sim o contrário. E ainda: ele não parece muito entusiasmado com a investida da loiraça.

O que se vê adiante da trama central são ótimos diálogos e cenas hilariantes, típicas de um Woody Allen. A mensagem que fica é que se algo lhe parece impossível, improvável, tenha esperanças, porque em se tratando de seres humanos, Tudo Pode Dar Certo.

7 respostas para Tudo Pode Dar Certo

  1. Luis Galvão disse:

    O que mais gosto nesse filme é a dinâmica entre Lary e Even, o roteiro de Allen (por ser da década de setenta) é um pouco aquém dos atuais. Mas não deixando de ser muito bom.

  2. Critica tão prazerosa quanto o filme Fernando. Parabéns! E a Evan está linda mesmo.
    ABS

  3. Sou fã do Allen e estou ansioso pra conferir este, fora que a Evan é lindíssima e cativa! abraço

  4. Amanda Aouad disse:

    Eu gosto de Allen e seus roteiros são mesmo um caso a parte, mas sempre deixo seus filmes para depois… Não sei dizer por quê. Nunca o vi no cinema.

  5. André C. disse:

    Aprendi a gostar de Woody Allen com o tempo, no começo realmente me irritava com seu trabalho, mas hoje aprecio e muito e quero rever alguns filmes que ficaram esquecidos por mim.

    Vou procurar algum cinema que tenha dado chance a este filme aqui em Curitiba!

    Abraços!

  6. Matheus disse:

    Para mim, foi apenas um filme “legal”. Não vi grandes conquistas nele…

  7. Eu tinha um pouco de implicância com Woody Allen, mas de uns tempos pra cá até que venho gostando de seus trabalhos. Scoop é muito bacana, exatamente se levarmos para essa lente do “cinema para divertir”.

    Abração!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: