No toque de 5 segundos #9

junho 14, 2010


5. Maravilhosa! Angelina Jolie está fantástica nesta primeira imagem divulgada de The Tourist. Para completar o visual, tem também Jhonny Depp… O que será que podemos esperar desta dupla em ação, hein? Aguardemos.

4. Um foi pouco. Dois foi bom… agora três é definitivamente demais. Confirmado a sequência de Fúrias de Titãs desta nova versão. Dois roteiristas terão o desafio de produzir a continuação da saga de Perseu: Dan Mazeau (Jhonny Quest) e  David Leslie Johnson (Orfã). Receio que vem bomba!

3. Depois do sucesso de crítica, Katryn Bigelow, vencedora na categoria Melhor Direção e Melhor Filme com Guerra ao Terror, dirigirá o episódio piloto de Miraculous Year (Ano Milagroso), série que será exibida pela HBO, onde ela também será a produtora-executiva. O programa vai retratar os batidores das cenas de Broadway. O elenco parece grandioso com a presença de Frank Langella, Nobert Leo Butz, Hope Davis, que venceu o Tony Awards ontem(o Oscar do teatro americano) e PattiLu Pone.

2. Alguém aí se anima com Popeye? Tá aí um desenho que eu nunca gostei. O filme de 1980, dirigido por Robert Altman e interpretado por um jovem Robin Williams foi um fracasso tremendo, agora estão querendo fazer a versão 3D deste filme de 30 anos atrás, numa estranha mistura de animação e imagens reais. É a corrida desenfreada dos estúdios pela febre 3D. Questionável! (falando sobre o tema, tem um interessante post do Claquete Cultural discutindo os efeitos 3D no cinema)


1. Quem diria? O remake de Karate Kid liderou as bilheterias do fim de semana em sua estreia com $56M. Bom? Acredito que para este filme sim. Em segundo lugar também uma estreia: Esquadrão Classe A ficou bem abaixo, fazendo $26M. Terceira posição para Shrek Para Sempre que faturou $15,8M ($210M). Get Him to the Greek cai duas posições, ficando em quarto lugar: $10,1M ($36,5M) e na quinta colocação e encerrando os top-five, Killers $8,17M ($30,7M). No próximo fim de semana, prepare-se por bilheterias arrebatadoras, vem aí: Toy Story 3.


Frost/Nixon

fevereiro 17, 2009

frostnixon-460_1009522c
Sabe quando você assiste a um filme em que está morrendo de sono, no dia seguinte terá que madrugar e, mesmo assim, não consegue acionar o pause? Pois é, Frost/Nixon me fez acordar com muito sono hoje pela manhã, mas estranhamente sem mau-humor.

O filme dirigido por Ron Howard é uma adaptação da peça homônima de muito sucesso na Broadway, escrita por Peter Morgan (roteirista de A Rainha) . Os atores Frank Langella (Nixon) e Michael Sheen (Frost) que atuaram no filme são os mesmos da peça, daí explicar tamanho entrosamento de timing, olhares e gestos.

O começo de Frost/Nixon é um pouco maçante. Cheio de dados históricos, o telespectador precisa ficar ligado para não se perder. A história conta sobre os bastidores de uma série de entrevistas feitas por um apresentador de TV britânico, David Frost com o ex-presidente dos EUA renunciado, Richard Nixon.

O embate logo se revela uma batalha pessoal entre os dois ‘oponentes’ que estão em busca de prestígio pessoal, fama etc. São ótimas as cenas das entrevistas, com ligeiro destaque para Nixon, que como um bom político, consegue administrar o rumo das entrevistas a seu favor.

Fazia tempo que eu não via um ping-pong tão bem conduzido. Parecia uma luta de boxe, mas ao invés de socos; argumentos. A cada pedida de parada, o fim de um round. Os assessores pareciam técnicos dando dicas de como enfiar um de direita certeira no adversário.

Achei que o filme fosse bom apenas aos jornalistas que são praticamente forçados a assistir durante a graduação o filme Todos os homens do presidente, que também trata sobre o caso Watergate, para entender como se faz jornalismo investigativo, mas acho que todo mundo que gosta de uma boa história, deve parar duas horinhas para assistir. Você nem vai perceber o tempo passar!


Especial OSCAR 2009: Frost/Nixon

janeiro 28, 2009

A Academia sempre apreciou filmes que recontam algum fato histórico. Lembram de Munique, A lista de Schindler, Todos os homens do presidente e o próprio Milk – que concorre este ano? Todos têm em comum o roteiro “baseado em fatos reais”.

Frost/Nixon é a adaptação de uma peça de teatro de muito sucesso da Broadway e relembra a entrevista explosiva do ex-presidente norte-americano Richard Nixon a uma rede britânica de televisão. Nixon fora obrigado a renunciar do cargo, após o escândalo de Waltergate. (Assista Todos os homens do presidente e fique por dentro da história).

O jornalista que sabatina o ex-presidente é David Frost. Ele comanda um talk show em decadência e percebe uma incrível oportunidade em explorar o caso com uma série de entrevistas com o polêmico ex-presidente Nixon.

O filme então conta todos os detalhes da produção até conseguir o tal encontro histórico. A entrevista é tensa e cheia de embates. Nixon tenta-se defender de seus crimes políticos, enquanto Frost cresce na entrevista com perguntas diretas e ácidas.

Ron Howard, diretor de Frost/Nixon, é conhecido por agradar a crítica por seu trabalhos. Tanto é que mais uma vez está aí entre os indicados ao Oscar. Ele já levou uma estatueta pra casa pelo fantástico Uma mente brilhante.

Além disso, Frost/Nixon é grande porque a interpretação de seus atores Michael Sheen e Frank Langella consegue convencer o público e a crítica com sua densidade dramática. Uma curiosidade: durante os 33 dias de filmagens, Langella pedia a todos da produção que só o chamasse de “Mr. President” para que pudesse sentir e passar toda a aura do que representa ser o presidente do “united states of america”… Ambos os atores também encenam a história na peça de teatro e, é claro, Langella é um dos indicados ao Oscar. A previsão de estréia de Frost/Nixon no Brasil é 20 de fevereiro, a sexta-feira que antecede a cerimônia de entrega do Oscar.

Site oficial de Frost/Nixon.


O melhor ping-pong de todos os tempos

dezembro 2, 2008

frost_nixon
Estréia na próxima sexta-feira, nos EUA, um filme muito aguardado pela crítica especializada. Frost/Nixon é uma adaptação da peça teatral de mesmo nome, premiada com o Tony, e é estrelada pelo mesmos atores que representaram os personagens no palco entre 2006 e 2007: Michael Sheen como David Frost e Frank Langella no papel de Richard Nixon.

A história trata da entrevista em formato ping-pong, realizada em 1977, pelo apresentador de TV britânico, David Frost com o ex-presidente dos EUA, Richard Nixon, três anos após renunciar ao cargo. Para quem não se lembra, Nixon foi aquele presidente envolvido com o escândalo do Waltergate. O filme deve fazer uma retrospectiva dos últimos dias de Nixon como presidente e mostrar com detalhes os bastidores da histórica entrevista.

O diretor de Frost/Nixon, Ron Howard [Uma Mente Brilhante] disse que não se trata de um filme político, mas de um filme sobre verdades. Muito já foi falado sobre o tema, mas a entrevista em si deverá ser a tônica desta fita. Como jornalista, confesso que estou bastante ansioso pela estréia, que no Brasil, só vai acontecer no dia 20 de fevereiro de 2009.

Será que podemos esperar para o futuro uma entrevista assim com Mr. George W. Bush?

UP DATE (02/12 – 16h13):
Coincidência ou não, Bush deu uma entrevista a ABC News. Não é “A” entrevista, mas já é uma mea culpa sobre a guerra do Iraque. Se trantando de Bush já é uma GRANDE COISA. A entrevista completa, aqui.

Site oficial de Frost/Nixon.